Formulário de contacto

    O seu nome (obrigatório)
    O seu Email (obrigatório)
    Assunto
    A sua mensagem

    Rota dos Moinhos

    Os moinhos, ainda em funcionamento, constituem belos exemplares de moinhos de rodízio alimentados por levada

    Rota dos Moinhos

    Apesar de estarem ausentes os vestígios arqueológicos anteriores ao período medieval, o vale de Jugueiros faria parte do fundus (campos agrícolas) da Villa Romana de Sendim. O vale que se inicia no alto de Sergude e Alto do Crasto (Sendim) e se estende quase até ao Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro, é extremamente fértil e bem irrigado pelos rios Ferro e Bugio.

    Os moinhos, ainda em funcionamento, constituem belos exemplares de moinhos de rodízio alimentados por levada, muito comuns em Jugueiros. Desde finais do século XVII que os moinhos e moleiros de Jugueiros são amplamente mencionados na documentação da Idade Moderna. Nas almotaçarias do concelho é recorrente a fiscalização aos moinhos de Fragoso, Escavanca, Senra, Lourido, Corvete entre outros. A levada, vinda de Fragoso e que passa pela Casa da Igreja até ao largo do Assento, constitui a força motriz para o funcionamento dos moinhos de rodízio. As águas da levada no século XVIII, eram alvo de leilões anuais, sendo frequentemente a disputa das mesmas pela Casa do Souto, Casa da Igreja e Quinta do Crespo.

    Os moinhos, de pequenas dimensões e apenas com uma porta de acesso, dispõem de edifícios rudes e toscos com uma única moenda. Exceção para o Moinho de Lourido que tem a particularidade de se integrar no interior da habitação. A alimentação do penal composto por peças em madeira é realizada de formas distintas.

    O Moinho dos Moinhos na Refontoura, híbrido com sistema de rodízio, trabalha com a pressão das águas do rio Sousa, afluente da margem direita do rio Souro e que nasce em Felgueiras, em Friande, e desagua na Foz do Sousa, em Gondomar.

    Felgueiras

    Rota dos Moinhos